domingo, 30 de janeiro de 2011

As canções da nossa sala.


Era uma velha que vivia numa ilha.

E tinha um gato com olhos cor de ervilha.

Mas esse gato gato era muito lambareiro.

Andava sempre, andava sempre ao cheiro.

Mas certo dia sem a velha dar por isso.

Foi à cozinha e comeu o chouriço.

O velho chega, chega p'ra jantar.

E vê a velha na cama a soluçar.

Mas ó mulher o que tens o que foi isso.

Foi o nosso gato que nos comeu o chouriço.

O velho pega, pega num cacete ...

E põe o gato a andar de rabanete.

Não deixem para a última da hora...

TEMA DO CARNAVAL


PRÍNCIPES E PRINCESAS

sábado, 15 de janeiro de 2011

Ser cidadão...é ser solidário!


SOMOS IGUAIS DIFERENTES, NÃO NOS INTERESSA O ASPECTO!



Encontrei este vídeo quando ajudava o meu filho a fazer um trabalho sobre cidadania. Este é um tema que me toca particularmente porque já trabalhei numa Cerci e fiz um estágio na Liga Portuguesa dos Deficientes Motores. Estas crianças são muito especiais e merecem toda a nossa atenção.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

VAMOS AO...


DÓ-RÉ-MI
Música d’aqui e d’ali

O que será um som? O que é um ritmo? Como nasce uma melodia? A música é igual em todo o lado?

Vamos tocar, dançar e ajudar o Xico Bailarico a fazer descobertas nas suas viagens pelo mundo da música.

Através de uma abordagem lúdica e interactiva procura-se que as crianças despertem para o universo auditivo do dia-a-dia, os ritmos das diversas culturas e os principios básicos musicais.
3 - 8 anos

Orientado por: Sonhar a Cores

terça-feira, 11 de janeiro de 2011



Esta música é dedicada aos sonhos das crianças e dos jovens, nunca deixem de sonhar...

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Era uma vez um rei...




Era uma vez um Rei

Refrão: Era uma vez um rei
Com uma grande barriguinha
Comia, comia
E mais fome tinha.

-Bom dia, senhor rei
Como passa Vossa Alteza?!
Se continua a comer tanto
Vai rebentar concerteza.
-Isto dia o bobo,
No meio da palhaçada
Mas o rei continuava
Como se não fosse nada.

(Refrão)

_Bom dia, Senhor Rei!
Viva Vossa Alteza!
Depois de tanto comer
Como é que ainda tem vontade?
-Isto dizia a Rinha
Meia triste, meia zangada
Mas o rei continuava
Como se não fosse nada.

(Refrão)

-Bom dia Senhor Rei,
Vossa Alteza é o maior,
Um rei deve ser grande
Se for gordo ainda melhor.
-Isto dizia o cozinheiro
Olhando o rei de alto a baixo,
O rei que coma, que coma,
Quero lá perder o tacho.

(Refrão)

-Bom dia Senhor Rei
Faz Vossa Alteza muito bem.
Os reis são feitos para comer,
Para beber e dormir também.
-Isto dizia o conselheiro
Esfregando as nãos de contente.
O rei que coma, que coma,
Enquanto eu sou o regente.

(Refrão)

E para final desta história
Já com tanto que contar,
Vamos dizer-lhes amiguinhos,
Como o rei se passou a chamar.
Sua Alteza de tanto comer ,
Já só dava cambalhota,
O povo chamou-lhe então,
O não sei quê, é o «Rei Bolota».

(Refrão)

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Está aí o Inverno...



OUTRA VEZ A MESMA COISA???

Rotinas


Rotina” é uma palavra que nos últimos tempos tem sido associada a conotações negativas, a algo «chato»; contudo, nem sempre tem de ser assim. As rotinas até certo ponto, permitem-nos compreender e controlar o nosso dia-a-dia. Saber o que esperar acalma a nossa ansiedade e permite-nos prever o que nos espera (de tudo o que não podemos controlar, é bom que existam algumas coisas que não nos fogem ao controlo).

As rotinas transmitem-nos também segurança pois regulam o nosso comportamento, dão-nos indicações daquilo que esperam de nós; saber que depois de tomar banho vamos jantar ou que depois de ler uma história vamos dormir, permite antecipar o futuro e adequar o nosso comportamento para a próxima tarefa. É esta antecipação e previsão do futuro que transmite confiança à criança para saber que quando acaba a escola, a mãe vai buscá-la de volta para casa.

rotina diária

Contudo, é bom termos algum espaço de manobra para a mudança, porque também esta é uma constante da vida: mudamos de casa, de escola, de emprego, … Então, que rotinas são importantes de ter? Bom, por exemplo:

  • Dormir: ter uma hora certa para dormir durante a semana reduz as discussões na hora de ir para a cama; podemos dar um aviso de “faltam 5 minutos para ir para a cama” ou “vamos ler a nossa história de hoje” (indicativo que depois apaga-se a luz).

  • Estudar: há crianças que preferem chegar a casa e brincar primeiro e depois fazer os trabalhos e outras preferem fazer os trabalhos primeiro e a seguir brincar; não importa. O que importa é dividir o tempo e fazer a transição de uma actividade para a outra sem desmotivar ou gerar discussões. Novamente a regra de avisar que “faltam 5 minutos para…” funciona bem para ajudar a criança a antecipar a mudança.

  • Brincar: como já falamos é sempre importante ter um pouco para brincar, nem que seja quando chega a casa ou depois do jantar. a nossa criatividade e imaginação são postas à prova nessas alturas e permitem que mais tarde nasçam grandes invenções.

  • Tempo de família: um tempo para contar as novidades do dia ou para ter “colinho” da mãe/pai é muito importante; esses momentos podem ser durante o banho, na viagem para casa ou mesmo antes de deitar; o que importa é ser uma rotina, sempre na mesma altura.

Portanto, pense nas suas rotinas e em quais são importantes para manter; mude apenas as mais desanimadoras de modo a que se tornem mais motivadoras.

In http://www.manualdacrianca.net/tag/brincar/

sábado, 1 de janeiro de 2011

Os três Reis Magos


Já os três reis são chegados

À lapinha de Belém

A adorar o Deus Menino

Nos braços da Virgem Mãe.

Os três reis do Oriente

Vieram com grande cuidado

Visitar o Deus Menino

Por uma estrela guiados.

A linda estrela os guiou

Até à sua cabaninha

Onde estava o Deus Menino

Deitadinho na palhinha.

Venho dar as Boas Festas

As Boas Festas d' Alegria

Que vos manda o Rei da Glória

Filho da Virgem Maria.